Psicologia canina

foto_lizeEssa pérola veio lá de Chapecó, Santa Catarina, e quem contou pra gente foi a Lize Mongaut, mamãe da Victória, de 10 anos.

Há alguns dias, Lize estava em casa navegando pelo Facebook, ao lado da filha e do cãozinho da família, que dormia junto dela. De repente, Lize esbarrou sem querer com o braço no cachorro que se assustou e deu um pulo, “reclamando” com ela.

Foi quando Victória, que estava de cabeça baixa, concentrada em um jogo no tablet, ergueu os olhos e disse com toda a sua tranquilidade infantil:

– “Mãe ! Isso é um mecanismo de defesa dele!”

Pode isso? A mãe ficou sem entender de onde a filha tirou esse conhecimento sobre psicologia humana, ou melhor, psicologia canina (risos). Muito esperta essa menina!

Queridos leitores, gostaram da pérola de hoje? Se seu filho ou filha também vive falando algo inesperado, conte pra gente! Nosso e-mail é o [email protected]

Você também pode gostar de ler:
“Mamãe, cadê a azeitona?”
“Olha só quem manda em casa”
“Ariel só queria brincar”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.