Grávidas: como escolher e usar repelentes (+ lidos 2015)

Infelizmente, as notícias sobre os casos de microcefalia no nosso país, relacionados ao Zika vírus e ao mosquito Aedes aegypti, vem deixando grávidas e tentantes muito apreensivas. Esse post sobre os repelentes indicados para gestantes foi o 5º colocado no nosso ranking dos 10 Posts Mais Lidos de 2015. Fica a dica:

Olá meninas, devido à orientação do Ministério da Saúde para que as gestantes se protejam do mosquito transmissor da Dengue e Zika vírus, o Aedes aegypti, procuramos a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) para esclarecer às nossas leitoras qual repelente pode ser usado pelas gestantes.

Vejam as orientações fornecidas pela médica dermatologista Thaís Ferraz, especialista indicada pela FEBRASGO:

Qual repelente escolher?
Os repelentes para as gestantes são os mesmos recomendados para os adultos. Atualmente, os três principais repelentes disponíveis no Brasil são: Icaridina, DEET e IR3535.

A Icaridina na concentração de 20% a 25% (Exposis) é o repelente de maior duração na pele, conferindo aproximadamente 10 horas de proteção contra os insetos.

O DEET é o repelente mais comum e mais fácil de ser encontrado nas farmácias e supermercados (OFF, Autan e Repelex, entre outros). É um repelente muito eficiente, mas sua duração depende da concentração de DEET no produto. No Brasil a ANVISA só autoriza a venda de repelentes com concentração de DEET de até 15%, o que confere proteção máxima por 6 horas (produtos com concentrações de 25% a 50% estão disponíveis em outros países e são mais eficazes). As gestantes devem escolher os repelentes com DEET na versão para adultos (15%) com 6 horas de duração e não a versão infantil, que tem apenas 6% a 9% do ativo e duração mais curta (2 horas).

O IR3535, conhecido como Loção Antimosquito Johnson’s, é indicado para crianças de 6 meses a 2 anos. Tem duração muito curta, necessitando de reaplicações a cada 2 horas, o que pode deixar a gestante desprotegida em períodos de longa exposição.
Os repelentes naturais como citronela e andiroba têm rápida evaporação e, portanto, um tempo de proteção muito curto, de 10 a 20 minutos. Assim, não são considerados repelentes seguros para gestantes.

Concluímos então que a Icaridina seria a primeira escolha para a gestante pelo longo tempo de duração da proteção, sendo necessária apenas uma aplicação ao dia. O DEET e IR3535 também podem ser usados, mas por apresentarem menor duração da proteção, precisam ser reaplicados ao longo do dia.

Vale lembrar que o mosquito da Dengue/Zika tem hábitos diurnos, então o uso do repelente deve priorizar este período.

Como aplicar o repelente
1. O efeito dos repelentes se dá pelo “efeito de nuvem”, ou seja, após a aplicação o repelente evapora e forma uma “nuvem” de aproximadamente 4 cm em volta da pele que repele o inseto. Assim, não é recomendado usar o repelente por baixo das roupas, mas por cima dos tecidos e apenas na pele exposta (braços, colo, pernas, pés).
2. Pelo mesmo motivo, o repelente é o último produto a ser aplicado na pele. Primeiro usa-se hidratantes, filtros solares, maquiagem e, depois, o repelente sempre por cima de tudo.
3. Evite aplicar perto de olhos, nariz e boca, pois todos os repelentes podem irritar as mucosas.
4. Respeite o intervalo para reaplicar o produto: Icaridina (10 horas na pele e a cada 72 horas nos tecidos), DEET adultos 15% (reaplicação a cada 6 horas) e IR3535 (reaplicação a cada 2 horas).

Obs: essas recomendações são baseadas nos produtos atualmente disponíveis e permitidos pela ANVISA no Brasil.

Outro médico consultado pelo blog Mamãe Prática, o dermatologista do Hospital Santa Catarina, de São Paulo (SP), Leonardo Abrucio Neto, concorda que o repelente mais indicado às gestantes é aquele que possui Icaridina. “Essa substância, que possui longa duração, não é tóxica e não irrita a pele, repele todos os insetos transmissores de doença, inclusive o Aedes Aegypti. O nome comercial do produto é Exposi”, acrescenta.

Meninas, esperamos que estas orientações possam ser seguidas por vocês e suas amigas grávidas. Lembrem-se, ainda, de adotar outras medidas para se proteger do mosquito, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida, entre outras orientações que já contamos aqui e aqui.

Beijos, da Mamãe Prática.

Foto: Sueli Zischler Photography

Clube Mamãe PráticaCadastre-se no Clube Mamãe Prática para acompanhar nossos posts e novidades!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.