Todos os posts de Fabi Fontainha

Chegou o dia: o que levar para a maternidade

Tá chegando a hora! Quando o momento do parto começa a se aproximar, uma das principais preocupações das futuras mamães é o que levar para a maternidade, afinal, além das próprias roupas e documentos, é importante separar alguns itens que serão úteis para os primeiros dias do bebê.

Quando eu estava grávida, fiz o Curso para gestantes do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo (SP). Entre as orientações passadas, gostei das dicas para montar o enxoval que precisamos levar para a maternidade. Veja os itens sugeridos:

Continue lendo Chegou o dia: o que levar para a maternidade

Em busca da estrela do mar!

Essa pérola é da pequena Clarice, de dois anos. Outro dia, Clarice entrou no quarto da mãe e perguntou:

– “Mamãe, está trabalhando?” (ao vê-la no computador)
– “Sim, estou, vem aqui, me mostra o que você tem na mão”
– “É uma estrelinha do mar” (era um estrela de cinco pontas, de enfeite)
– “Ah, é! Onde você achou isso?”
– “Na bolsa”
– “Na bolsa? Que bolsa?”
– “Na bolsa da vovó!”
– “E pode mexer na bolsa da vovó, Clarice?”
– “Não, não pode”
– “E por que você mexeu?”
– “Porque eu estava procurando uma estrela do mar!”

Essa pérola foi contada pela Camila Sotério, mamãe da Clarice.

Você também lembra de algo fofo e engraçado que seu filho disse? Mande para nós: [email protected]

Frases na ponta da língua

A fofinha da Lívia, de três anos, tem sempre algo para dizer. Olha só o argumento dela para tentar ganhar uma boneca quando a mãe, Jaqueline Falcão, explicou que não tinha dinheiro:

“Mas mamãe, você trabalhou? Ganhou dinheiro? Então vamos comprar um brinquedo”

E quando Jaqueline perguntou à Lívia quem tinha feito a menina, ela não teve dúvidas:

“Você e o papai me fizeram para não ficarem sozinhos”

Ownnn, muito linda essa menina, não é?

Se você também tem alguma pérola do seu filho para contar, manda pra gente: [email protected]

Novo exame para a Síndrome de Down na gravidez

Uma das principais coisas que precisamos fazer direitinho durante a gravidez são os exames de ultrassom solicitados pelo obstetra, pois são importantes para acompanhar a evolução e a saúde do bebê.

Lembro-me de ter ficado um pouco apreensiva quando fui fazer o primeiro ultrassom morfológico fetal, geralmente indicado entre a 11ª e a 14ª semana de gestação. Isso porque este exame é bastante detalhado e também identifica alterações genéticas no bebê, como a Síndrome de Down, que se caracteriza pela presença de um cromossomo a mais, o par 21, por isso essa síndrome também é conhecida como trissomia 21.

Continue lendo Novo exame para a Síndrome de Down na gravidez

Pai e mãe também são um casal

Olá mamães, no início deste mês falamos sobre o impacto da chegada do bebê na relação do casal com uma entrevista da psicóloga Dery Leão, especialista em Terapia de Casal, Família e Indivíduo, de São Paulo-SP. Hoje ela traz mais uma reflexão sobre o tema com dicas para evitar conflitos no casamento.

Pai e mãe também são um casal

Por Dery Leão

Penso que a parentalidade (ser pai e ser mãe) é uma grande oportunidade de amadurecermos individualmente e como casal. Escolher ter filhos é uma decisão para sempre e acompanha cada fase do desenvolvimento de nossos filhos, exigindo de nós como pais e indivíduos diferentes, afinal, na medida em que eles mudam, nós também mudamos. Não podemos tratar nossos filhos de 12 anos como se tivessem cinco e assim por diante.

Nunca tente resolver as frustrações do casal apegando-se ao filho, pois trará prejuízo ao desenvolvimento da própria criança, ao casal e consequentemente à família. Por exemplo: Ao sentir-se excluído, o pai pode aliar-se à criança, excluindo a mãe. Já a criança pode perceber esta aliança e se aproveitar da situação.

Continue lendo Pai e mãe também são um casal