Arquivo da tag: fase

Adaptação na escolinha: minha experiência

Quando nossos filhos vão para a escolinha (ou creche) pela primeira vez este é, sem dúvida, um dos momentos mais difíceis para nós – pais e mães – porque a gente imagina que eles vão sofrer por não ver a gente por perto, mas acho que quem sofre mais somos nós do que as crianças.

Continue lendo Adaptação na escolinha: minha experiência

A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade (+ lidos 2015)

Com certeza essa é uma fase de deixar todo mundo de cabelo em pé! Exige muita paciência e firmeza de nós, papais e mamães. Continuo esperando passar (risos). Esse post ficou em 8º lugar no nosso ranking dos 10 Posts Mais Lidos de 2015. Olha só:

Continue lendo A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade (+ lidos 2015)

A importância do brincar em cada fase da infância

Já falamos algumas vezes aqui no blog sobre a importância do brincar, mas sei que nem sempre a gente consegue se dedicar, realmente, às brincadeiras com nossos filhos (falo por experiência própria!). Nossa vida é tão corrida, são tantos afazeres que, às vezes, não damos a atenção merecida para os pequenos nesse aspecto.

Por isso, achei muito bacana as informações que recebemos da pedagoga e antropóloga Adriana Friedman sobre desenvolvimento infantil e o brincar. Segundo ela, o desenvolvimento das crianças é marcado por quatro fatores: a herança genética, a educação, o meio ambiente e a qualidade das relações humanas – os vínculos – as quais elas estão expostas. Por isso, um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento é o ato de brincar.

Continue lendo A importância do brincar em cada fase da infância

A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade

Se você está lendo esse post é bem provável que esteja passando pela mesma situação que eu. Tem um filho com quase dois anos de idade ligado no 220W que parece rebelde sem causa, não quer colocar o sapato ou a roupa, não deixa colocar a fralda, não quer sentar na cadeirinha do carro, não come como antes e agora escolhe o que quer comer, se joga no chão quando é contrariado, mexe em absolutamente TUDO na sua casa, come a comida do cachorro ou do gato, sobe na mesa ou no encosto do sofá (e se joga de lá!), enfim, a lista de exemplos é infinita (risos). São situações estressantes que fazem a gente se questionar se estamos fazendo algo errado, se deveríamos agir diferente e até se somos boas mães (e pais).

Talvez você também já esteja ouvindo frases como “tem que por limite”, “no meu tempo já tinha levado umas palmadas”, “precisa disciplinar, dar educação”, “ele está ficando mimado”. Sem dúvida, são comentários que deixam a gente ainda mais angustiada!

Continue lendo A terrível (e incrível) fase dos 2 anos de idade